Asmáticos deprimidos têm maior reactividade simpática

As crianças asmáticas deprimidas manifestam maior reactividade simpática do sistema nervoso autónomo quando estão stressadas. Um estudo comparou crianças com asma e sintomas de depressão e crianças com asma, mas sem esses sintomas, levantando a hipótese de existir uma via através da qual o stresse e a depressão prejudicam a função pulmonar.

A experiência consistiu em colocar 171 asmáticos dos 7 aos 17 anos a ver o filme E.T., de Steven Spielberg, e medir continuamente, em laboratório, a reactividade simpática. A verdade é que os asmáticos deprimidos tiveram mais reactividade simpática durante a visualização da película, designadamente em cenas tristes (solidão, morte). Nas crianças deprimidas e com FEV abaixo de 80%, os sintomas depressivos encontravam-se, ainda, associados a uma maior resistência das vias aéreas.

Fontes:

http://www.jacionline.org/article/S0091-6749(09)00697-6/abstract 

 

Posted in Sem categoria